Há menos de um mês, eu e meu marido resolvemos “inovar” nosso jantar, então, fomos ao Au Fondue, restaurante de fondue (óbvio!) em Brasília. Nunca tínhamos ido e todos falavam muito bem do local: ‘bem reservado e romântico, ideal para casais, mas vá preparada para voltar fedendo a fritura (como qualquer outro restaurante de fondue)”. Enfim, seguimos os conselhos, porém, lá, percebemos que precisávamos de “outros conselhos”, mais detalhes sobre o que poderíamos esperar e o que fazer em determinadas ocasiões, como por exemplo: o que fazer quando o óleo esfria? Será falta de educação pedir para o garçom trocar por óleo quente? E aquela batatinha deliciosa, posso pedir mais já que é rodízio??? Pena que saí de lá sem saber a resposta para essa última pergunta.

Então, foi aí que surgiu a ideia de fazer um post sobre isso. Peço desculpas antecipadas pelas fotos, pois tive que tirar na surdina mesmo. Por ser um ambiente mais requintando, achei que seria muita vexa ficar tirando fotos do local. Além disso, achei que os garçons já estavam meio desconfiados, então, preferi evitar um possível constrangimento.

E então, estão preparados para minha experiência no Au Fondue???

Fondue de queijo

 

Mais >

Artigos relacionados: