Seja solteiro(a), casado(a), divorciado(a), com filhos ou sem eles, um dinheirinho extra é sempre bem vindo, não é mesmo? Por esse motivo, crie essa série para divertir vocês com as minhas histórias de economia e tentar, de alguma forma, ajudar as pessoas que têm dificuldade em juntar dinheiro. Não sou especialista (não sou economista nem nada parecido), mas adoto umas medidas meio drásticas quando o assunto é guardar dinheiro.

Economias

Minha maior dificuldade surgiu depois que comecei o blog há apenas 3 meses. Estou sempre querendo comprar pratinhos, copinhos, jogos de sobremesa, jogo americanos, panos e os ingredientes que precisar para fazer “aquela” receita só para encher os olhos dos meus leitores. Atualmente, minha maior perdição são as lojinhas de artigos para festas (que vendem de doces à formas e pratos para bolos) que me atraem todos os sábados depois da minha aula de inglês.

Mas, desde o último fim de semana, decidir mudar. Agora, sou uma pessoa nova, mais consciente e que infelizmente não vai mais fazer essas comprinhas básicas todos os sábados. Já peço desculpas antecipadas, pois devo repetir mais os meus jogos de pratos, sobremesa, travessas.

À todos que tem esse objetivo em comum, reuni 10 dicas básicas de como “engordar seu porquinho” de forma tranquila e sem muito sofrimento. É claro que vocês vão ter que abrir mão de certas coisas, mas o esforço vai valer a pena, acreditem em mim. A partir de hoje, todas quartas-feiras, no mesmo horário, terá uma nova dica quentinha para vocês.

Espero que as dicas sejam de grande valia à todos que necessitam de ajuda.

Beijos…

Artigos relacionados: