Quem nunca passou em frente à uma loja, seja de sapatos e bolsas, e não deu aquela espiada básica na vitrine?! Olhar não custa, mas o problema é que muitas não conseguem apenas olhar, tem que entrar, experimentar, já se imaginando com a roupa que mais combina com aquele sapato dos sonhos e só fica satisfeita quando pega nas alças da sacola para ir para casa provar repetidas vezes a mais nova aquisição.

O sapato dos meus sonhos

O sapato dos meus sonhos

São tantos tipos (sandália de salto alto, rasteira, plataforma, chanel, scarpim, bico fino, bico arredondado, bico quadrado, sapato tipo boneca, sapatilhas, botas de cano alto ou baixo, tênis e um “All Star” para descansar os pé durante a caminhada no shopping no fim de semana) em cores variadas, só pensamos em ter pelo menos, um de cada.

E quando encontra “o sapato dos sonhos”, o discurso é sempre o mesmo:

Olha só o sapato da minha vida!!! Sapato como esse não acho em lugar nenhum.

Se você se viu agora falando essa frase, não esquente, somos todas iguais e ainda digo mais, outros sapatos como esse virão. A minha outra dica é tentar usar todos os sapatos que você tem em casa, pois sempre tem um esquecido no fundo da sapateira. Mas, se você não tiver outra opção, se não tive jeito mesmo, você tem que comprar aquele sapato: pechinche! E ainda seja amigável com os vendedores, pois, assim é mais fácil conseguir um descontinho.

Espero que tenham gostado.

Beijos e até próxima quarta, com mais uma das minhas “dicas” especiais.

 

Está gostando das dicas de como economizar? Então, deixe seu comentário.

Artigos relacionados: